ALAGOAS ATENTA NOTÍCIAS Publicidade 1200x90
28/07/2021 às 21h58min - Atualizada em 28/07/2021 às 21h58min

Vigilância Sanitária de Maceió reforça parceria com Ministério Público Estadual

Procurador-geral de Justiça e membros da força-tarefa contra Covid-19 do MPE conhecem ações desenvolvidas pelo órgão municipal

Alagoas Atenta com Prefeitura de Maceió
Coordenador geral da Vigilância Sanitária, Airton Santos, apresenta resultados dos 6 primeiros meses da gestão. Foto: Visa Maceió

A Vigilância Sanitária de Maceió recebeu, nesta quarta-feira (28), a visita do procurador-geral de Justiça, Márcio Roberto Tenório de Albuquerque, que está à frente do Ministério Público do Estado de Alagoas.

A visita atendeu ao convite feito pelo coordenador geral da Visa, Airton Santos, em reunião com Albuquerque na semana passada e teve como objetivo fortalecer a parceria entre os órgãos para dar continuidade à intensificação das ações de fiscalização no município de Maceió.

“A visita do Ministério Público só vem a fortalecer o trabalho que a Prefeitura de Maceió tem desenvolvido junto a cerca de 90 segmentos comerciais no município, não só resguardando a saúde do maceioense, mas atuando também no disciplinamento dessas atividades junto aos comerciantes”, afirmou Airton Santos.

Acompanhado pelos promotores Lucas Sachsida Carneiro (coordenador do Núcleo de Defesa da Educação), Luciano Romero Monteiro (do Núcleo de Defesa da Saúde Pública) e Humberto Bulhões (Chefe de Gabinete) – que integram a Força-Tarefa de Prevenção e Enfrentamento à Pandemia da Covid-19, o procurador-geral assistiu atentamente à apresentação de Airton Santos acerca do trabalho realizado pela Vigilância na atual gestão, que tem como foco a melhoria da qualidade dos serviços ofertados à população de Maceió.

Membros do MP/AL acompanham apresentação das ações. Foto Ascom SMS


Também participaram do encontro o secretário de Segurança Comunitária e Convívio Social de Maceió, Thiago Prado (também parceiro nas ações), e o diretor de Gestão Administrativa da Semed, Augusto Henrique Rocha.

Durante a exposição sobre o novo perfil de atuação da Vigilância Sanitária Municipal, foram apresentadas inúmeras operações realizadas pelas equipes, abordando diretamente estabelecimentos de produtos bastante consumidos pela população, como supermercados, açougues, mercadinhos, panificações, laticínios, etc.

Com o registro fotográfico das fiscalizações, foi possível mostrar as melhorias implementadas nesses locais após a ação da Visa de Maceió e o volume de alimentos impróprios para o consumo humano apreendido, que chega a quase 30 toneladas de produtos, de janeiro a junho deste ano.

“A Vigilância Sanitária de Maceió está cumprindo seu papel, com respeito, responsabilidade social, determinação e coragem, pois evitamos que vidas fossem perdidas em decorrência de uma infecção alimentar. Saltamos de 292 fiscalizações em fevereiro para 770 em junho, orientando especialmente os pequenos comerciantes sobre a forma correta de trabalhar, sem precisar inviabilizar a atividade dessas pessoas”, destacou o coordenador geral da Visa.

Serviços de alta complexidade terão apoio do MPE

Ainda segundo o coordenador geral, o órgão tem conseguido estender sua atuação também, pela primeira vez, sobre segmentos como serviços funerários, avícolas, bancos de sangue e serviços de hemodiálise no município. E será justamente nessa área, dos serviços de alta complexidade, que a parceria com o MP terá maior aplicabilidade, com o suporte jurídico específico para atuação da fiscalização nesses segmentos.

Para o procurador-geral Márcio Roberto Albuquerque, conhecer de perto o trabalho da Visa de Maceió foi uma grata surpresa. Ele ressaltou o comprometimento dos servidores e a proatividade da Vigilância Municipal como fatores preponderantes para que o MP atue em parceria efetiva com o órgão, buscando fazer o melhor pela sociedade.

Também participaram do encontro o secretário de Segurança Comunitária e Convívio Social de Maceió, Thiago Prado (também parceiro nas ações), e o diretor de Gestão Administrativa da Semed, Augusto Henrique Rocha.

Durante a exposição sobre o novo perfil de atuação da Vigilância Sanitária Municipal, foram apresentadas inúmeras operações realizadas pelas equipes, abordando diretamente estabelecimentos de produtos bastante consumidos pela população, como supermercados, açougues, mercadinhos, panificações, laticínios, etc.

Com o registro fotográfico das fiscalizações, foi possível mostrar as melhorias implementadas nesses locais após a ação da Visa de Maceió e o volume de alimentos impróprios para o consumo humano apreendido, que chega a quase 30 toneladas de produtos, de janeiro a junho deste ano.

“A Vigilância Sanitária de Maceió está cumprindo seu papel, com respeito, responsabilidade social, determinação e coragem, pois evitamos que vidas fossem perdidas em decorrência de uma infecção alimentar. Saltamos de 292 fiscalizações em fevereiro para 770 em junho, orientando especialmente os pequenos comerciantes sobre a forma correta de trabalhar, sem precisar inviabilizar a atividade dessas pessoas”, destacou o coordenador geral da Visa.

Serviços de alta complexidade terão apoio do MPE

Ainda segundo o coordenador geral, o órgão tem conseguido estender sua atuação também, pela primeira vez, sobre segmentos como serviços funerários, avícolas, bancos de sangue e serviços de hemodiálise no município. E será justamente nessa área, dos serviços de alta complexidade, que a parceria com o MP terá maior aplicabilidade, com o suporte jurídico específico para atuação da fiscalização nesses segmentos.

Para o procurador-geral Márcio Roberto Albuquerque, conhecer de perto o trabalho da Visa de Maceió foi uma grata surpresa. Ele ressaltou o comprometimento dos servidores e a proatividade da Vigilância Municipal como fatores preponderantes para que o MP atue em parceria efetiva com o órgão, buscando fazer o melhor pela sociedade.

Procurador-geral de Justiça, Dr. Márcio Roberto Albuquerque (à esquerda). Foto: Ascom SMS

“O Ministério Público de Alagoas sai daqui maravilhado com o que foi apresentado. E queremos garantir que qualquer medida necessária para fortalecer as ações da Vigilância Sanitária de Maceió terá nosso respaldo, porque o trabalho de suas equipes é importante demais para a saúde dos maceioenses”, reforçou Albuquerque.


Cássia Oliveira / Ascom SMS


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
ALAGOAS ATENTA NOTÍCIAS Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp