09/08/2023 às 20h06min - Atualizada em 09/08/2023 às 20h06min

Parceria entre Ressocialização e Defensoria Pública de Alagoas garante qualificação de servidores

Iniciativa da Seris teve o intuito de habilitar equipes psicossociais dos municípios de Batalha, Belo Monte, Major Izidoro, Jacaré dos Homens e Jaramataia

Alagoas Atenta com Governo de Alagoas

A Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) e a Gerência de Alternativas Penais de Alagoas (Geap) promoveram, na terça-feira (8) e quarta-feira (9), em Arapiraca, capacitação com o tema Violência Doméstica. O evento contou com a parceria da Defensoria Pública de Alagoas.



A iniciativa da Seris teve o intuito de habilitar equipes psicossociais dos municípios de Batalha, Belo Monte, Major Izidoro, Jacaré dos Homens e Jaramataia, capacitando-as a realizar grupos reflexivos com indivíduos em cumprimento de penas alternativas

 
 
Durante o encontro, a psicóloga Manuela Bezerra e a assistente social Alexsandra César, da Central de Alternativas Penais de Arapiraca (Ceapa), abordaram diversos tópicos relevantes para o trabalho das equipes como: Estratégias de comunicação não violenta; Técnicas para promover a empatia, compreensão e autorreflexão nos participantes; Abordagem de temas sensíveis relacionados à criminalidade, respeitando a diversidade de contextos; Como criar um ambiente seguro e acolhedor para os grupos reflexivos e orientações sobre a importância da confidencialidade e ética profissional.



O policial penal e gerente da Geap, Daniel Miranda, destacou a importância dessa capacitação como um passo significativo em direção à efetiva reinserção social das pessoas em cumprimento de alternativas penais. Ele ressaltou que a participação ativa das equipes psicossociais do interior do estado é crucial para o sucesso do programa, visto que esses profissionais estão mais próximos das realidades locais e podem melhor compreender as necessidades e desafios enfrentados pelos participantes.



Para o defensor público Lucas Monteiro, a capacitação proporcionou não apenas um ambiente de aprendizado enriquecedor, mas também a troca de experiências entre os participantes. “Os profissionais expressaram entusiasmo e comprometimento em aplicar os conhecimentos adquiridos para promover transformações positivas na vida dos indivíduos em cumprimento de penas alternativas”, enfatizou.
 
 
Segundo a participante Vivian Firmino, psicóloga da Secretaria da Mulher da Prefeitura de Batalha, a capacitação é necessária para aprimorar um trabalho que necessário. “Nós estamos vendo um número crescente de casos de violência de diversas formas e agora em agosto mais ainda em relação à violência contra a mulher.  Acho que é imprescindível colocarmos em prática tudo o que foi iniciado aqui, não só em Batalha como em outros municípios”, ressaltou.



“É importante que a sociedade entenda a importância desses grupos reflexivos que ajudam os autores de violência a chegarem à reflexão e perceber o comportamento deles com as suas cônjuges. Então é um grupo reflexivo que traz um processo de psicoeducação, trazendo essa reflexão para que esses homens possam evoluir e melhorar nesse contexto. Estamos trabalhando com humanos que têm vários contextos diante da sociedade e das suas experiências, então é necessário que o grupo reflexivo se expanda cada vez mais e a sociedade veja isso como algo significativo”, destacou a psicóloga da Ceapa Arapiraca, Manuela Bezerra.



Com essa iniciativa, a Seris reafirma o compromisso do Estado de Alagoas em promover a ressocialização de maneira efetiva e humanizada, visando à redução da reincidência criminal e o fortalecimento dos laços comunitários. A capacitação das equipes psicossociais marca um passo significativo rumo a uma justiça mais restaurativa e inclusiva.
 
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp