13/02/2023 às 14h59min - Atualizada em 13/02/2023 às 14h59min

Porta aberta, HGE vai priorizar urgência e emergência na média e Alta Complexidade

Com vagas no sistema de saúde, Governo de Alagoas evitará filas no hospital mais antigo do Estado

Alagoas Atenta com Governo de Alagoas
HGE conta com 357 leitos habilitados pelo Ministério da Saúde. A Central de Regulação de Leitos da Sesau funciona 24 horas por dia, de domingo a domingo

Desde sexta-feira (10), o Governo de Alagoas determinou que irá priorizar no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, os casos de urgência e emergência de média e alta complexidade, acolhendo os pacientes encaminhados pela Central de Regulação de Leitos da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

Os casos destinados ao HGE são aqueles que implicam em risco de morte iminente, a exemplos de agressões físicas, acidentes de trânsito, choques elétricos graves, picada ou mordida de animais peçonhentos ou forte sangramento. Também devem ser encaminhados ao HGE, pacientes com dor forte no peito, dificuldade respiratória, intoxicação, sangue no vômito, na urina ou nas fezes, grave reação alérgica, febre alta permanente e convulsões, bem como, aqueles com suspeita de Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), Acidente Vascular Cerebral (AVC) ou que tenham sofrido queimaduras.

“É importante ressaltar que o sistema de saúde do Estado tem vagas para todos que precisarem. Mas, em respeito a todos pacientes e familiares, vamos ser firmes na classificação de quem chega ao hospital porta aberta e redirecionar àqueles que devem ser atendidos em outras unidades”, declarou Fernando Fortes, diretor-geral do HGE, declarando que hoje a realidade do hospital é a ausência de filas “Não há macas nos corredores”, garantiu.

O HGE conta com 357 leitos habilitados pelo Ministério da Saúde. A Central de Regulação de Leitos da Sesau funciona 24 horas por dia, de domingo a domingo.

REDIRECIONAMENTO

Os cidadãos com o quadro de saúde menos grave, de acordo com a avaliação do setor Triagem, serão encaminhados às unidades de referência do município de sua moradia. Os casos socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBM/AL) continuam sendo admitidos pela equipe multidisciplinar da Área Vermelha, sem a necessidade de regulação.

SETE NOVOS HOSPITAIS E 10 UPAS

O Governo do Estado fez, nos últimos anos, o maior investimento em saúde de sua história. Foram mais sete hospitais, com 855 novos leitos. O primeiro foi o da Mulher (HM), depois vieram o Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), Hospital da Criança e Hospital do Coração Alagoano, em Maceió.

Já no interior, foram construídos os Hospitais Regionais do Norte (HRN), em Porto Calvo; Regional da Mata (HRM), em União dos Palmares; e Regional do Alto Sertão (HRAS), em Delmiro Gouveia.

E já são 10 Upas, com 300  atendimentos diários cada uma. É o maior investimento após mais de década sem nenhum hospital construído. Além disso, está sendo construído o Hospital Regional do Médio Sertão (HRMS), em Palmeira dos Índios; o Hospital do Idoso, em Maceió; e o Hospital Metropolitano do Agreste, em Arapiraca. No tocante às UPAs, três novas unidades estão em fase de construção, contemplando os municípios de Marechal Deodoro, Coruripe e Rio Largo.

A medida visa melhorar, ainda mais, a assistência aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) que precisam dos seus serviços de referência, melhorando a eficiência dos serviços e as condições para o acolhimento digno e humanizado que o alagoano merece.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
ALAGOAS ATENTA NOTÍCIAS Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp