03/07/2021 às 23h02min - Atualizada em 03/07/2021 às 23h02min

Prefeito JHC lança diagnóstico histórico de indicadores educacionais de Maceió

A partir do documento será possível fazer o planejamento estratégico para os próximos anos

Alagoas Atenta com Prefeitura de Maceió
Com o diagnóstico educacional de Maceió em mãos, o prefeito JHC vai definir estratégias para o desenvolvimento do ensino. Foto: Edvan Ferreira

O prefeito JHC lançou, nesta sexta-feira (2), o primeiro Painel de Indicadores Educacionais do Município de Maceió, em evento semipresencial, na Escola Municipal Nosso Lar, no bairro do Vergel do Lago. O documento é dividido em três volumes, dispostos em mais de 700 páginas. A partir do compilado será possível fazer o planejamento estratégico para os próximos anos, como informa o prefeito ao falar sobre a importância da pesquisa.

“Esse é um patrimônio do nosso município e da nossa educação. Esse documento é fundamental para a tomada de decisões e para as políticas públicas. Com esse painel foi possível coletar dados e ver a realidade do nosso município. Precisamos dar transparência a esses dados”, disse JHC, ao falar sobre os próximos passos.

“A partir disso, vamos conseguir definir estratégias para que possamos desenvolver o ensino. Vamos também conseguir parcerias com instituições que vão nos ajudar a montar um planejamento para vencer os índices”, informou.

O prefeito JHC concluiu dizendo que por mais graves que sejam os números apresentados, são verdadeiros e precisam ser disponibilizados à população.

“Maceió vivia um apagão de dados que agora corrigimos e daqui por diante, vamos conseguir novas conquistas. Já vencemos um índice, que é a evasão escolar, colocamos mais de quatro mil alunos novos para a nossa rede de ensino, e esse era um indicador que vinha caindo há oito anos, e voltamos à curva de crescimento”, concluiu.

Momento histórico

O vice-prefeito de Maceió, Ronaldo Lessa, afirmou que esse é um momento histórico para a capital. “A educação em qualquer país é um norte, é ali que você faz a transformação das gerações que pode mudar toda a história de um país. Estamos vivendo uma pandemia que criou problemas em todos os aspectos, inclusive afastamento nas escolas, e nós já tivemos um avanço nas matrículas. Não vamos esquecer esse momento”, expôs Ronaldo Lessa.

Painel de Indicadores Educacionais será um norteador para a transformação de gerações. Foto: Edvan Ferreira

O secretário municipal de Educação, Elder Maia, fez a apresentação do documento e falou sobre a importância dos dados. “A partir de hoje temos um painel minucioso de dados, métricas e indicadores sobre a educação do município. Não se faz políticas públicas sem dados, sobretudo e no caso da educação. Só se pode resolver o que se pode medir. Os problemas são muitos, e Maceió tem indicadores muito ruins. Só diante desses dados que vamos poder solucionar”, explicou o secretário.

Ele informou que todos os indicadores, dados, métricas e resultados foram extraídos do censo Escolar de 2020, disponibilizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais (INEP), vinculado ao Ministério da Educação. A partir do painel, o município deve realizar uma série de ações, entre elas, formar os professores, capacitar os gestores e mudar a cultura organizacional da Secretaria de Educação.

A pesquisa foi realizada pelo secretário Elder Maia em parceria com a professora da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Anabelle Lages, e contou com o apoio dos pesquisadores do Observatório Educacional do Município de Maceió (Obem), criado pela gestão do prefeito JHC.

Secretário Municipal de Educação, Elder Maia, lembrou que não se faz política pública sem dados. Foto: Edvan Ferreira

Desafios

Durante o evento, o promotor de Justiça e coordenador do Núcleo de Defesa da Educação do Ministério Público Estadual, Lucas Sachsida, proferiu palestra sobre o tema “Educação e os desafios nos tempos de pandemia” e pontuou que o diagnóstico é fundamental para o enfrentamento dos problemas.

“Essa iniciativa se mostra muito importante, porque não há como enfrentar o problema sem entendê-lo. É um documento que vai servir a gestão pública na eficiência da educação e é preciso fazer esse diagnóstico para saber o que foi afetado e trazer as crianças de volta à escola”, disse.

O reitor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Josealdo Tonholo, parabenizou a iniciativa da Prefeitura de Maceió.

“A Ufal vê com muita alegria esse momento, pelo fato de que só se faz educação consistente quando se conhece os dados. Esse documento é fundamental para saber onde estamos, o que temos e para onde vamos. Sem esse conhecimento, não podemos fazer nenhum planejamento, no momento de pandemia, quando temos corte de investimentos, planejamento é fundamental”, pontuou Tonholo.

O procurador-geral de Justiça de Alagoas, Márcio Roberto Tenório, reforçou que não se faz qualquer política pública sem planejamento, e parabenizou a equipe pelo diagnóstico. “A partir desse diagnóstico teremos política pública voltada para a educação e que dará resultados positivos para todos nós”, afirmou.

O deputado federal, Pedro Vilela, que também esteve presente no evento, afirmou que o diagnóstico vai servir de base para o Congresso Nacional.

“Não há caminho para o avanço, para o desenvolvimento que não passe pela educação. É um tema difícil, tema complexo, é um tema que exige muito, mas que é muito gratificante. Esse documento está muito bem-feito e inclusive vai servir de base para subsídios no Congresso Nacional”, afirmou o parlamentar. 

Niviane Rodrigues e Stephane Ferreira Secom/Maceió

Lançamento do Painel de Indicadores Educacionais do Município de Maceió. Fotos: Edvan Ferreira

 

 

 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
ALAGOAS ATENTA NOTÍCIAS Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp